Celulite, o Monstro da Casca de Laranja!

A celulite, conhecida na área da medicina como Lipodistrofia Ginóide, é uma condição que provoca o aparecimento de nódulos de gordura, buraquinhos e irregularidades na pele, especialmente nas mulheres, sendo mais comum na raça caucasiana do que na raça negra.
Já várias publicações referiram que a celulite é um problema que afecta 80 a 90% das mulheres, mas não sei se amostra de estudo era credível e, para ser sincera, estes números não interessam nada.
Contrariamente ao senso comum, a celulite não se trata, na grande maioria dos casos, de acumulação excessiva de gordura numa determinada região do corpo, mas sim de uma alteração do metabolismo, arquitectura e disposição dos adipócitos na região afectada, o que provoca a formação de nódulos e a acumulação de líquidos e toxinas. Pode surgir, também, em mulheres magras, mas, obviamente, o excesso de peso e a quantidade elevada de massa gorda corporal facilitam o aparecimento ou agravamento da celulite.

Existem 3 tipos diferentes de celulite:
  • Grau 1 Celulite Lipodistrófica ou Adiposa: existe deformação em casca de laranja quando se aperta a pele e nota-se um aumento da consistência conforme se recorre à palpação. 
  • Grau 2 Celulite Hidrolipodistrófica ou Edematosa: nota-se a deformação em casca de laranja quando a mulher está em pé e, especialmente, quando se aperta a pele. A consistência adiposa é mais elástica, não variando mesmo quando apertada/massajada durante algum tempo.
  • Grau 3 Celulite Firbolipodistrófica ou Fibrosa: a deformação em casca de laranja nota-se com a mulher deitada e em pé, em qualquer posição. A palpação revela nódulos de consistência dura e, por vezes, dolorosos. è o tipo mais grave de celulite e é, geralmente, irreversível.

Este grau 1 é mais um grau 0, mas não encontrei uma imagem melhor xD

Mas o que provoca o aparecimento da celulite?


Existem 4 factores principais que podem fazer surgir a tão indesejada e inestética celulite:

  • Predisposição Genética: a tendência para ter celulite pode existir nos nossos genes. Não basta vermos se a mamã também tem; a tendência pode vir de antepassados mais distantes. Mas não se assustem, nem o factor genético torna este problema irreversível!
  • Factores Hormonais: as hormonas femininas como o estrogénio e a progesterona fazem naturalmente com que as mulheres acumulem alguma gordura, especialmente nas zonas circundantes ao aparelho reprodutor, como as ancas, o rabo e a barriga. No entanto, desregulações nas concentrações destas hormonas, provocadas, por exemplo, por stress, ou até a toma de suplementos hormonais como a pílula contraceptiva, podem fazer facilitar o surgimento da celulite.
  • Problemas Alimentares: a ingestão de produtos como o leite animal e seus derivados pode provocar a inflamação dos adipócitos e, consequentemente, a sua deformação e surgimento de celulite. Para além disto, os alimentos processados, pré-cozinhados, ricos em gordura ou em açúcar (com índice calórico muito elevado) também podem agravar o problema. O uso de gorduras não saudáveis e de excesso de sal para cozinhar também são impulsionadores da celulite.
  • Vida Sedentária: a ausência de exercício físico regular é um grave problema na vida da maioria das pessoas. Com isto, surge o excesso de peso e a acumulação de gordura corporal, que facilitam a instalação ou agravamento da celulite. O exercício físico ajuda a solucionar ou, pelo menos, melhorar problemas de prisão de ventre, de má circulação sanguínea e de metabolismo, que são, também, factores de risco para o aparecimento deste problema.

Existe realmente tratamento eficaz para a celulite?


Na maioria dos casos sim! Apenas as senhoras com celulite de grau 3 têm motivos para ver as suas esperanças reduzidas a quase nada (mesmo assim convém salientar a presença do "quase" ali atrás), embora seja possível, EM TODOS OS CASOS, melhorar ou reduzir o aspecto casca de laranja.

Existem 4 formas de tratar a celulite:
  • Melhorar os hábitos alimentares: há vários alimentos a evitar e vários a privilegiar para combater a celulite da melhor forma. Beber bastante água e chás que ajudam a drenagem linfática do organismo também ajudam. Evitar o excesso de café, de álcool e abster-se totalmente no consumo de tabaco são factores-chave para que a alimentação mais saudável resulte na melhoria do problema.
  • Fazer exercício físico regularmente: nada se consegue sem esforço e, para atacar a celulite em todas as frentes de combate, é necessário meter na cabecinha que não é possível acabar com este problema sem se efectuar um treino físico específico e adequado. O treino aeróbio de intensidade moderada aliado ao treino de força localizado de intensidade vigorosa para as zonas onde existe celulite são a melhor opção.
  • Cremes anti-celulíticos: a ciência tem demonstrado avanços muito significativos nesta área e existem já vários produtos anti-celulíticos que as consumidoras relataram ser eficazes na melhoria do aspecto casca de laranja. No entanto, estes cremes por si só podem melhorar o aspecto da pele durante um mesito (se tanto), mas depois, a celulite regressa e regressa em força! Para além dos cremes não apresentarem resultados duradouros, são, geralmente, bastante caros. Eu sou uma mulher muito naturalista e não apoio nada a utilização destes produtos, especialmente porque sei que é quase o mesmo que deitar dinheiro fora, visto que os resultados verdadeiramente eficazes e estáveis surgem do trabalho físico e da alimentação equilibrada. No entanto, respeito quem opta por experimentar e admito que, pelo menos em termos de motivação, os cremes podem trazer alguns benefícios.
  • Tratamentos estéticos: os tratamentos estéticos contra a celulite vão desde massagens simples, a drenagens linfáticas (manuais ou mecânicas), cavitação, infravermelhos, carboxiterapia ou até lipoaspiração. Não gosto de falar do que não sei, como tal, vou atribuir apenas alguns pontos positivos ao método da drenagem linfática, porque sei, por conhecimento da fisiologia e anatomia humana, que, se for bem efectuado, é um método bastante eficaz na melhoria do aspecto casca de laranja. No entanto, todos estes tratamentos são bastante dispendiosos e, muitos deles, envolvem alguns riscos. Assim, o conselho que deixo é que tentem acabar com a celulite recorrendo aos métodos menos invasivos e mais naturais, ou seja, o exercício e a alimentação saudável. Só em último recurso devem pensar neste tipo de tratamentos e, caso optem por realizar algum deles, coloquem-se nas mãos de profissionais altamente qualificados para o efeito.

No próximo post irei falar com mais minúcia acerca da alimentação mais adequada e de alguns dos exercícios mais eficazes para aniquilar a celulite!
Fiquem atentas!

Entretanto...

Ladies, work that asses! :D



Beijinhos,
Sofia Ro ;)

2 comentários:

  1. Olá Sofia,

    tenho seguido o teu blog e tenho ganhado motivação para a prática de exercício físico (coisa que nunca tinha tido). Como tenho problemas nas articulações (nomeadamente tendinite) nunca sei bem que exercícios posso fazer, será que podes abordar isso num post?

    Obrigada ;)

    ResponderEliminar
  2. Olá, cara leitora :)

    Fico muito contente por ser uma fonte de motivação!

    A tendinite deve ser tratada por um fisioterapeuta, espero que esteja a ser acompanhada por alguém competente. Quanto a fazer exercício nessa condição, posso posteriormente fazer um post sobre isso. Não garanto é que seja dentro de pouco tempo visto ser sobre um grupo muito especial e reduzido de pessoas e exigir muito trabalho para informar as pessoas da forma mais adequada!
    Mas continue a ler o blog, esse post surgirá :)

    beijinhos!
    Sofia Ro :)

    ResponderEliminar