5 Dicas para Aumentar o Gasto Calórico durante o Treino

O processo de emagrecimento depende directamente do resultado da conta Consumo Calórico – Gasto Calórico; o primeiro é o valor correspondente à soma do número de calorias de todos os alimentos e bebidas ingeridas, enquanto o segundo se refere ao número de calorias gastas durante a sessão de exercício físico. Desta forma, só ocorrerá perda de peso se o resultado desta conta for negativo, ou seja, se o gasto calórico for superior ao consumo.

Assim, resta-me aconselhar um investimento maior na segunda parcela do que na primeira. Isto porque muitas pessoas, apesar de não terem uma dieta 100% saudável (eu própria não tenho!), têm um consumo calórico aceitável, pelo menos com vista à manutenção do peso corporal. O que falta na vida de grande parte das pessoas é efectivamente exercício físico adequado. Assim, vou deixar agora 5 dicas simples para potenciar o gasto calórico durante as sessões de exercício físico.

1ª Dica:
Optar por treinar de forma intervalada, isto é, realizar um conjunto de exercícios durante 1 ou 2 minutos a uma intensidade muito elevada e recuperar o fôlego durante o mínimo tempo possível, recomeçando depois este processo.

2ª Dica:
Escolher exercícios que mobilizem grandes grupos musculares e várias articulações. Estes exercícios são muito mais efectivos na perda de peso do que os exercícios mais localizados. Alguns exemplos disso e sem necessidade de utilizar material desportivo são agachamentos com salto em extensão ou com pontapé para a frente ou para o lado, burprees (realizam-se começando com um salto em extensão seguido de uma flexão de braços), saltos variados, entre outros.

3ª Dica:
Durante o treino, alternar os exercícios de acordo com os grupos musculares mais requisitados, ou seja, após um exercício que envolva mais os músculos das pernas (como os agachamentos, skipping no lugar ou alguns saltos), passe de imediato para um exercício que envolva mais os braços (como flexões de braços ou tríceps com a ajuda de uma cadeira) ou até abdominais. Isto vai fazer com o cansaço não se manifeste tanto, ainda que a intensidade dos exercícios seja, de facto, bastante elevada, logo, vai precisar de menos tempo de descanso e potenciar o gasto calórico.

4ª Dica:
Se tiver uma bicicleta ou passadeira em casa ou se morar num sítio com um espaço exterior agradável e pouco movimentado, alterne séries de exercícios de força com uma sessão com a duração máxima de 10 minutos de treino aeróbio; simplificando: após realizar, por exemplo, 10 agachamentos com salto, 10 burprees e 20 abdominais tradicionais com os braços cruzados no peito, realize uma sessão de 5 ou 10 minutos de corrida ou de bicicleta a uma intensidade tão elevada quanto a que conseguir aguentar de forma constante durante esse período de tempo.

5ª Dica:
Não subestime o poder da música! Treinar ao som de batidas fortes e estimulantes diminui drasticamente a percepção subjectiva de esforço, o que lhe permitirá manter-se a treinar a uma intensidade elevada durante mais tempo do que se o fizer sem música.

Now, turn the music on & Sweat the Hell Out of You! :D


Sem comentários:

Enviar um comentário